• (11) 5180-7100
  • contato@vtt.com.br
Español English

A digitalização do ponto de venda é uma estratégia que tem permitido que lojas físicas se mantenham relevantes em seu mercado de atuação, seja ele de moda, alimentação ou outro segmento. Isso vale para o ano todo mas, em datas como a Black Friday, nas quais muitos negócios estão fazendo promoções, a estratégia cai como uma luva: é uma forma de se destacar da concorrência e aproveitar a disposição das pessoas ao consumo em um dos dias que mais movimentam o comércio brasileiro.

Outro benefício de digitalizar o ponto de venda na Black Friday é o fato de que essa data tem uma tradição de ser dominada pelo ecommerce. Tornando as lojas físicas mais atrativas para o consumidor e divulgando bem as ofertas, no entanto, é possível trazer os clientes de volta para os pontos de venda.

Neste post, trazemos alguns exemplos de como varejistas podem aproveitar a digitalização do ponto de venda na Black Friday. Apesar de serem baseadas em exemplos dos segmentos de alimentação e de moda, são dicas que podem ser adaptadas para outros mercados.

Como restaurantes venderam mais na Black Friday usando a digitalização do ponto de venda

Depois de definir uma oferta atrativa de Black Friday para o seu restaurante, chega a hora de divulgá-la para o público. É aqui que entra a digitalização do ponto de venda. Varejistas de alimentação podem contar com essa estratégia para chamarem a atenção dos consumidores por meio de telas como o menu board, por exemplo, que mostra imagens em alta qualidade dos pratos oferecidos e facilita a apresentação do cardápio.

Mas não para por aí: esse tipo de ferramenta tem outras vantagens, como facilitar a alteração dos conteúdos. Afinal, um dos apelos da Black Friday é o senso de urgência, e é preciso comprar antes que o dia acabe. Usando a digitalização do ponto de venda, é possível mudar o conteúdo ao longo do dia, mostrando o tempo que falta para o desconto acabar, por exemplo.

Da mesma forma, você consegue melhorar a experiência do cliente nessa época em que o movimento costuma ser intenso. É um diferencial que estimula seus clientes a voltarem ao seu restaurante mesmo depois de a promoção já ter acabado, uma vez que tiveram uma boa experiência.

Mas não é só exibir produtos e informações. É possível ainda fazer vendas direcionadas usando os Beacons, diminuir a sensação do tempo de espera nas filas, estimular o upsell e o cross-sell e muito mais. Sobre isso, falamos com mais detalhes no post Digitalização do ponto de venda: 3 dicas de uso simples e efetivas para o varejo de alimentação.

Prova disso é o fato de que restaurantes como Giraffas e Taco Bell usaram a digitalização do ponto de venda como estratégia na Black Friday em 2018. Em comum, eles têm o fato de serem clientes da VTT, empresa de digitalização do ponto de venda que, além de toda a infraestrutura, oferece suporte 24h, um grande diferencial em sazonalidades como a Black Friday. É que, nesses casos, tudo precisa ocorrer conforme programado, caso contrário, perde-se o timing da promoção.

Digitalização do ponto de venda na Black Friday: o caso do varejo de moda

No varejo de moda, por sua vez, a digitalização do ponto de venda ajuda a oferecer uma experiência mais completa na Black Friday. Em um mercado competitivo como o da moda, a tecnologia é uma forma de se destacar e de explorar o potencial visual que o segmento tem, atraindo mais consumidores e engajando-os.

As telas conhecidas como video wall, por exemplo, permitem divulgar uma promoção de Black Friday de forma impossível de ignorar, e tem sido usada pela Shoulder, por exemplo. Mas é possível ir além, usando o reconhecimento facial, por exemplo, que permite reconhecer as reações das pessoas para saber se a promoção está fazendo sucesso. Além disso, pode-se reconhecer gênero, perfil, faixa etária, dentre outros dados, e personalizar os descontos ao longo do dia.

Sensores como o lift and learn, por exemplo, ajudam o comprador a obter mais informações sobre os produtos. Já o RFID ajuda a fazer ofertas personalizadas e a controlar o estoque, enquanto os Beacons notificam clientes em potencial pelo celular sobre a promoção. Falamos com mais detalhes sobre isso no post Digitalização do ponto de venda: 3 dicas de uso simples e efetivas para o varejo de moda.

No Brasil, a digitalização do ponto de venda já tem sido usada não só na Black Friday como ao longo do ano por varejistas como Shoulder, Arezzo, L’Occitane e Reserva, todos clientes da VTT. Além das ferramentas de digitalização do ponto de venda, eles contam com o suporte da VTT, que mantém uma equipe todos os dias, inclusive em domingos e feriados, em horário estendido, para auxiliar os clientes.

Ficou interessado? Não precisa esperar até a Black Friday de 2019! Usar a digitalização do ponto de venda é uma forma de se destacar ao longo de todo o ano. Se você quer investir nessa estratégia em sua loja, conte com a VTT, empresa de digitalização do ponto de venda com anos de atuação no Brasil que oferece módulos diversos como sinalização digital, sensores, reconhecimento facial e Beacons. Nossos profissionais qualificados cuidam de todo o processo para você! Fale com um de nossos especialistas e tire suas dúvidas.

Add Your Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *